Policial armado ameaça motoboy durante protesto em João Pessoa e Corregedoria da PM apura caso

O relatório preliminar sobre a conduta do policial que ameaçou motoboy com arma deve sair em 10 dias.

Policial armado foi flagrado com arma na mão ameaçando um motoboy que participava de um protesto nesta terça-feira (21) (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

O Batalhão Especializado de Policiamento com Motocicletas (BEPMotos) e o 1º Batalhão da Polícia Militar (1ºBPM) estão formalizando um relatório para apurar a conduta do policial armado que foi flagrado em vídeo ameaçando um motoboy que participava de um protesto na noite desta terça-feira (21).

O agente que não estava em serviço no momento das manifestações foi contido por um colega do BEPMotos que realizava a segurança do evento.

De acordo com o coronel Severino do Ramo Gerônimo, corregedor da Polícia Militar da Paraíba, as primeiras informações são que o policial estava no carro com a esposa e um bebê, foi surpreendido com a manifestação e pensou que seria atacado.

“Com a intervenção da guarnição que estava acompanhando a situação, não foi necessário conduzir a ocorrência para a delegacia. Já estou na Corregedoria recebendo o relatório, vou me inteirar melhor do que exatamente aconteceu para dar as providências que o caso requer. O relatório preliminar deve sair em 10 dias e mais 30 dias caso haja necessidade de instaurar um procedimento mais aprofundado”, disse o coronel ao ClickPB.

As manifestações aconteceram no cruzamento da Avenida Governador Flávio Ribeiro Coutinho com a Miriam Barreto, no Retão de Manaíra, local onde o motoboy Kelton Marques foi morto após ser atropelado pelo carro conduzido por Ruan Macário na madrugada de 11 de setembro. Os participantes da mobilização pedem mais segurança no trânsito e prisão de Ruan, que segue foragido desde o acidente.

Fonte: ClickPB