Palmeiras e Santos fazem clássico na final da Copa São Paulo de 2022

Verdão luta pelo primeiro título em sua história; Peixe já foi campeão três vezes, sendo a última, em 2014, contra o Corinthians

Endrick, do Palmeiras, e Weslley Patati, do Santos, são destaques dos times na final CESAR GRECO/PALMEIRAS E PEDRO ERNESTO GUERRA AZEVEDO/SANTOS FC

Com expectativa de mais de 25 mil torcedores no Allianz Parque, Palmeiras e Santos entram em campo nesta terça-feira (25), às 10h, para decidir o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Os times chegam para o confronto em clima de polêmica antes mesmo da bola rolar, afinal, o Alvinegro Praiano reclamou da decisão da FPF (Federação Paulista de Futebol) de levar a partida para o estádio palmeirense. Com o Pacaembu em reforma, a entidade optou por substituir o tradicional palco da decisão do torneio pelo Allianz. Em nota, o Santos afirmou que o local “fere o conceito da isonomia”, sendo um favorecimento ao rival.

Conforme determinação estadual, o clássico será disputado com torcida única – no caso, por ter melhor campanha e ser o mandante, o Verdão contará com o apoio das arquibancadas.

Caminhos até a decisão
Para chegar à grande final, Palmeiras e Santos passaram por uma fase de grupos e cinco jogos de mata-mata.

Nas duas primeiras fases eliminatórias, o Alviverde superou Mauá FC (4 a 0) e Atlético-GO (3 a 0) sem dificuldades e sem ser vazado. Nas oitavas, passou pelo atual campeão da Copinha, o Internacional, vencendo por 2 a 1. Já nas quartas de final, as Crias da Academia golearam o Oeste por 5 a 2.

O confronto da semifinal reservou outro clássico, desta vez o Choque-Rei frente ao São Paulo. Em duelo tenso no último sábado (22), a vitória por 1 a 0 e uma cena lamentável registrada na invasão de campo de torcedores são-paulinos.

Enquanto isso, do outro lado da chave, o Santos, passou por grandes emoções no mata-mata, com duas disputas de pênaltis.

Na 2ª fase, venceu o Chapadinha, do Maranhão (3 a 0). Depois, enfrentou a Ferroviária, de Araraquara, e passou nas penalidades com um 5 a 4 na Fonte Luminosa.

Nas oitavas, eliminou o Fluminense por 2 a 1 e nas quartas encarou e venceu outra disputa nos pênaltis, agora contra o Mirassol – 2 a 2 no tempo normal e 3 a 1 nas penalidades. Na semifinal, o Santos passou sem dificuldades pelo América-MG: 3 a 0, com dois de Lucas Barbosa e um de Weslley Patati.

Desfalques e destaques
Além de Sandro (lesionado), o Peixe terá o desfalque do herói da semifinal. Suspenso, Lucas Barbosa não joga e Weslley Patati será a grande referência no ataque.

E se de um lado o Alvinegro aposta suas fichas no meia-atacante de drible fácil e velocidade, o Palmeiras conta com Endrick, de apenas 15 anos, como grande destaque.

“As individualidades só aparecem com um grande trabalho coletivo, é assim que a gente trabalha, é a assim que a gente pensa e ele (Endrick) é um menino com uma postura super boa, uma cabeça muito boa, um menino tranquilo, focado, que vai continuar trabalhando. A gente tem instruído para que ele continue dessa forma, focado nos objetivos coletivos, e que naturalmente a individualidade dele vai aparecer, como apareceu até aqui na competição”, afirmou o técnico Paulo Victor Gomes, comandante do Palmeiras.

Taça inédita ou tetra?
O sabor da taça no Allianz Parque será distinto para quem vencer o clássico. Em sua sexta decisão de título da Copinha, o Santos vai em busca do tetracampeonato, com o último vencido em 2014.

Por outro lado, o Palmeiras chega em sua terceira decisão tentando acabar com a seca e luta por uma conquista inédita.

FICHA TÉCNICA
Palmeiras x Santos
Local: Allianz Parque, em São Paulo
Data e hora: Terça-feira (25/01/2022), às 10h
Árbitro: Marcelo Holanda Souza

PALMEIRAS: Mateus; Garcia, Naves, Lucas Freitas e Vanderlan; Fabinho, Pedro Bicalho e Jhonatan; Giovani, Vitinho (Endrick) e Gabriel Silva. Técnico: Paulo Victor Gomes

SANTOS: Diógenes; Andrey, Derick, Jair e Lucas Pires; Jhonnatan, João Victor e Ed Carlos; Wesley Patati, Matheus Nunes (Caio Henrique) e Rwan Seco. Técnico: Elder Campos

Fonte: R7.com