“2022 será o ano da ômicron”, diz secretário sobre importância de paraibanos completarem esquema vacinal

O secretário de Estado da Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, comentou os números da covid-19 no início de 2022 e falou da tendência da variante ômicron se tornar predominante nos casos. De acordo com o secretário 90% dos pacientes internados hoje com covid-19 são pessoas que não estavam vacinadas, ou estavam com o esquema vacinal incompleto. “Quem ainda não tomou a primeira e segunda dose, ou dose de reforço, vá até os postos. Temos vacinas sobrando. É o momento de todo mundo se vacinar”, disse em entrevista a uma emissora de TV da Capital, nesta segunda-feira (03).

Segundo Medeiros, diante da variante ômicron, a tendência de contaminação é muito elevada. “São 14 milhões de pessoas contaminadas e ela tem uma característica diferente porque se instala basicamente na garganta, nariz e traqueia, as vias aéreas superiores. Nos pulmões a ocupação é de 1/10 em relação a Delta. As pessoas têm que continuar usando máscara, pois se tiverem duas pessoas sem máscara e uma delas contaminada, a probabilidade de é de 90% de contágio. Quem não se vacinou compareça, para combater a ômicron, só se a população estiver totalmente vacinada. 2022 será o ano da ômicron”, constata.

Fonte: Portal Paraíba.com.br